Cavalinhas em Azeite Picante

A cavala é saborosa “até mais não”. E, por isso, todos dizem “sim, assim, sim”. É um peixe suculento e rico em energia, proteína e gordura saudável, monoinsaturada e polinsaturada. Quem é fã de conservas tem tudo isto na ponta da língua. Quem ainda não o é, fique a saber uma das palavra-passe mais usada: ómega 3! Uma coisa é certa: não há cavala sem água pura, o que é uma garantia antes de chegar à lata. E o processamento é altamente controlado, o que é outra garantia, depois de sair da lata. Mil e uma maneiras de cozinhar a cavala vem rematar o entusiasmo: é desta, é hoje, é agora!

No imenso cardume não havia queixume: só pura aventura. E quando tocava a descansar, as cavalas encavalitavam-se para mais uma história. As mais velhas contavam, as mais novas escutavam, às cavalitas. Conta aquela! Cá vai: certo cavaleiro só via cavalos, só falava de crinas, arreios e selas. E depois? E depois, nada! Nada tu! Não é nada contigo! Deixa lá ouvir! Então o cavaleiro e tal, um dia deixou família e amigos boquiabertos à mesa: um ovo a cavala, se faz favor! A cavalo, queres dizer. A cavala! Agora que a provei não quero largá-la!”

 

Ilustração Gémeo Luis

Texto Eugénio Roda