Berbigão ao Natural

Portugal é país de mar. E quem diz mar diz marisco. E quem fala de marisco não pode esquecer-se do berbigão. Este pequeno bivalve é um campeão nutricional, com uma quantidade de ácidos graxos polinsaturados, entre outros prémios para a nossa dieta quotidiana, para a manutenção do colesterol e da tensão arterial. A sua casca em forma de coração já diz tudo! Enlatado, o berbigão mantém todas as suas propriedades, pois o seu processamento técnico é de excelência. Entre muitas vantagens, há mais uma, para quem tiver reservas: lembra-se da expressão popular que diz que marisco não se deve comer em mês sem «R»? Com a lata, não precisa de se preocupar com o calendário! Naturalmente!

Quando crescer, quero ser berbigão. Berbigão já tu és! Mas o pequeno bivalve não entendia por que razão tinha tal nome. Sendo tão pequenino, era natural que lhe chamassem «berbiguinho». É natural!, dizia o pequeno berbigão, sendo alvo de risadas amigáveis. Ninguém lhe explicava, porque não se sabia, de onde vinha tal nome, tal palavra. Será um aumentativo?, perguntavam alguns. É natural! Respondiam outros em coro. E só quando o berbigão começou a sair da casca e ouviu os elogios é que entendeu: berbigão era, sim, um aumentativo… de qualidade. O que é perfeitamente natural!

 

Ilustração Rúben Estrada

Texto Eugénio Roda