Mel de Rosmaninho

Sem abelhas, o mundo não existiria tal como o conhecemos. Sem abelhas, em menos de meia dúzia de anos deixaríamos de viver. Elas estão aí, nós continuamos por cá. Mas há mais: com o seu mel podemos prolongar a vitalidade, a saúde e a qualidade de vida. Há produção de mel de muitas espécies florais, misturadas ou isoladas. A produção de mel monofloral é mais exigente, dado o encurtamento do período de floração anual.

A floresta da Serra de Portel possui condições nectaríferas e polínicas de grande relevo. Na sua flora espontânea, silvestre e diversificada o rosmaninho é uma das espécies abundantes. Este é o certificado e o cenário de origem do nosso Mel de Rosmaninho. De cor brilhante, que vai do amarelo transparente ao âmbar claro, o seu aroma é inconfundível. O seu paladar fino e leve quase nos distrai do seu poderosíssimo valor nutritivo.

Há pequenos-almoços que se sentem completos!  

 

 

Ilustração André da Loba

Texto Eugénio Roda